CASAMENTOS Belém-PB

Geni & Bau -Bodas de Ouro

                Chegou seu Bau, acompanhado por sua nora Ibeany, no estúdio. Ela já tinha entrado em contato conosco e feito os orçamentos...etc...conversa vai, conversa vem.  Fiquei sabendo um pouco da história daquele senhor de aparência imponente e que ao mesmo tempo exalava humildade.  Começou como trabalhador braçal na prefeitura de Belém limpando os matos das ruas, naquela época não havia calçamento, depois se tornou o motorista de ambulância,   foi vereador por 8 vezes consecutivas,  trabalhou na Assembléia Legislativa e junto com dona Geni tiveram 6 filhos homens e mais de 440 afilhados...ufa! Que história!!

                Um homem que não sabe dar um "não" e ainda hoje, mesmo tendo seus 80 anos de idade, faz viagens para o aeroporto em João Pessoa...nas madrugadas...lembrando seus tempos de motorista de ambulância que segundo um filho do casal: " As vezes nós passávamos 3 dias sem ver meu pai, isso morando na mesma casa, ele saia muito cedo e voltava muito tarde."

                Mas no dia do contrato tinha algo incomodando seu Bau com aquela história de tirar fotos, algo o deixava desconfortável....então ele naquela sua humildade imponente tirou o boné e mostrou os poucos cabelos brancos que lhe restavam... o grande motivo daquele desânimo...Tive logo a ideia para resolver o problema da calvície do noivo:

- O Senhor no dia coloca um chapéu de massa preto, fica ótimo com terno, combina muito mesmo.

                Mostrei um que meu filho tinha usado na apresentação da festa junina na escolinha. Dona Ibeany gostou da ideia ,"vamos comprar um para o senhor", e os olhinhos de seu Bau brilharam de alegria.

As bodas de ouro

                Então foi lá cumprimentar os noivos antes do evento começar e para minha surpresa lá estava seu Bau com seu chapéu de massa! Abraçou-me, olhei para ele e disse:

- O senhor ficou bem de chapéu! Ficou ótimo! 

- Você foi meu advogado nessa causa. - respondeu.

                Foi então que conheci dona Geni, uma senhora miudinha de olhos puxados, com traços orientais, apesar de ser natural de Belém. Gentileza e paciência foi a primeira impressão que tive daquela senhora. A mãe que criou seus 6 filhos, enquanto seu Bau vivia no mundo trabalhando e provendo o sustento da casa.

                A cerimônia foi ministrada por Genival Porpino, filho do casal, juntamente com outros Pastores que fazem parte da história desta família.

                E que este casal sirva de exemplo! Não é fácil uma vida a dois, casamento não é um mar de rosas, não é o famoso " viveram felizes para sempre"... Mesmo assim, a grande recompensa e ver a família dos filhos crescendo, receber os netinhos em casa e fazer aquela festa. Como deve ser bom encontrar vovó e vovô tudo em só lugar, uma só casa, uma só família.

                Vendo os rostinhos sorridentes do casal, vocês duvidariam que eles até hoje são muito felizes juntos?


Para orçamentos: 83 991835374